Casamento por adesão | Saiba como funciona e como fazer o seu

O casamento por adesão é uma tendência que vem crescendo e já caiu no gosto e bolso de muitos casais. É uma forma de comemorar o casamento sem arcar com os altos custos que uma festa de casamento demanda.

O casamento por adesão é uma ótima opção de celebração para casais que não podem bancar uma festa de casamento

Foto: Shutterstock

O que é um casamento por adesão?

Foto reprodução: Instagram Andressa Lima Foto

O casamento por adesão é um formato de casamento que, após a cerimônia, seja ela onde for, os noivos e os convidados vão para um restaurante comemorar a união do casal. O que muda é que no casamento por adesão quem paga pelo buffet do restaurante são os convidados. Ou seja, cada convidado fica responsável para pagar o que consumir no restaurante.

Por que optar por um casamento por adesão?

Foto: Shutterstock

Muitos casais não têm condições de fazer uma festa de casamento e mesmo assim não abrem mão de celebrar a união. É aqui que entra o casamento por adesão. Após a cerimônia, os casais vão, juntamente com seus familiares e amigos mais próximos, para um restaurante e lá é feita a comemoração do casamento.

É chato fazer um casamento por adesão?

Não, não é chato. Mas é preciso deixar claro no convite, por escrito, e ainda assim explicar para os convidados quando forem entregar os convites de casamento pessoalmente. Com isso, as pessoas não serão pegas de surpresa.

Foto reprodução: Instagram Dani FB Valente – Casa Amarela

Além das pessoas que toparem participar do casamento por adesão, também deve ser levado em consideração que, nem todo convidado terá condições de pagar pela adesão, e isso não significa que esses convidados não gostem dos noivos, nada disso. É somente uma questão financeira e que deve ser respeitada de ambos os lados. O convite é feito, cabe a cada convidado decidir se vai ou não ao restaurante.

Leia mais: Bolo fake para casamento | Custo-benefício para decorar a mesa de doces

O que deve ser evitado

Não adianta o casal optar por um casamento por adesão e depois a noiva aparecer em um vestido caríssimo, o noivo usando um terno de grife, o casal ter alugado um carro top e a lua de mel ser luxuosa. Aí sim é complicado e os convidados vão se sentir ofendidos.

Foto reprodução: Instagram Studio Tata Galtarossa

Portanto, cuidado com as escolhas. Se o casamento é por adesão, é sinal de que os noivos não têm condições de bancar uma festa de casamento.

Lista de presentes

O casamento por adesão é uma proposta de casamento muito comum, porém delicada e alguns cuidados devem ser tomados, a começar pela lista de presentes.

Foto: Shutterstock

Não é proibido fazer a lista de presentes, mas o casal deve tem mente que os convidados se dispuseram a estar presentes na cerimônia e no restaurante e, mais uma despesa como a lista de presentes pode fugir bastante do orçamento deles. Entretanto, cabe ao casal avaliar se vai ou não colocar a lista de presentes no convite.

Como dar presentes de casamento é uma tradição, não se preocupe, os convidados darão presentes ao novo casal. Mas será um presente de acordo com as condições deles diante dos “gastos extras” com o casamento por adesão.

Os tipos de casamento por adesão

Existem dois tipos e funcionam da seguinte forma:

1 – Os noivos escolhem um restaurante e negociam com o estabelecimento um valor fixo por pessoa com a bebida e a sobremesa incluídas ou não. Por exemplo: existem restaurantes que cobram R$ 60 por convidado para comer à vontade, com sobremesa e bebida. Esse tipo de casamento por adesão é muito comum em churrascarias.

Foto: Shutterstock

2 –  Os noivos escolhem o restaurante e os convidados decidem o que vão comer do buffet ou menu. Aqui cada convidado consegue controlar seus gastos e fica livre para comer o que desejar.

Foto: Shutterstock

Convidados para o casamento por adesão

Foto: Shutterstock

Por ser um casamento por adesão a lista de convidados está liberada. O casal pode convidar muitas pessoas, porém devem ter consciência de que boa parte não vai ao casamento.

Portanto, vocês podem convidar família, amigos, parentes mais distantes ou então fazer como em casamentos para poucas pessoas, convidar somente os mais próximos.

Dica importante:

O convite para o casamento por adesão deve ser padrão para todos os convidados. Ou seja, todos devem ser convidados para a cerimônia e para o restaurante. É muito deselegante quando o casal convida só para a cerimônia e não para o restaurante. O convidado pode se ofender achando que os noivos acreditam que ele não tem condições de pagar pelo buffet. Cabe ao convidado decidir se vai ou não.

Isso vale também para casamentos em que os noivos oferecem festa. A regra é: ou convida para participar de todo o evento ou não convida.

Leia também: Vestido para as mães dos noivos | Saiba como escolher o que é tendência

Padrinhos, madrinhas, pais, avós, daminhas e pajens

Foto: Shutterstock

Se possível, os noivos podem pagar a conta dos padrinhos, madrinhas, pais, avós, daminhas e pajens. Vai custar um pouco mais, mas são convidados especiais. Se o casal optar por pagar para algum desses convidados especiais, também deve pagar para os outros.

O casamento por adesão

Por ser um casamento sem festa oferecida pelos noivos, é essencial que toda a proposta do casamento seja simples. Isso vale desde a decoração, vestido da noiva, traje do noivo, até a mesa com o bolo e os doces.

Sobre o Autor
Eva Moreira
Evanise Moreira é jornalista, pós-graduada em comunicação e marketing. Trabalhou por 15 anos como assessora de imprensa. Ama cachorros e chinchilas. Adora casamentos e sempre se emociona quando vê uma noiva e quando escuta a Marcha Nupcial!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *