As daminhas e os pajens no casamento

Por onde passam eles tiram suspiros e emocionam os convidados. A entrada da daminha e do pajem no casamento é um dos momentos mágicos da cerimônia. Mas, muito além da beleza, as crianças têm todo um significado especial para o casal.

Foto: Reprodução/Pinterest

A seguir, confira as dicas para o convite, as roupas e as funções dos pequenos.

Quem chamar para daminha e pajem?

Sobrinhos, filhos, afilhados, primos, filhos de amigos. Qualquer criança que tenha um grau de intimidade com os noivos pode ser convidada para o papel.

Sendo que o número de pajens ou daminhas fica a escolha do casal, levando em consideração o espaço do local e o investimento com roupas e acessórios das crianças. Se estiver em dúvida sobre a quantidade, saiba que a maioria dos casamentos tem um pajem e uma daminha ou um pajem e duas daminhas.

E apesar de as crianças menores chamarem mais a atenção, elas também são as mais espontâneas, podendo desistir do percurso logo na porta da cerimônia. Para tentar evitar esse tipo de problema os noivos podem convidar crianças com idade entre 5 a 12 anos.

Foto: Reprodução/Pinterest

É preciso ensaiar

O ensaio de toda a cerimônia é de fundamental importância. Com ele a criança aprende na prática a sua função e fica mais tranquila quanto à ela.

Um detalhe que jamais deve ser esquecido é ressaltar para os pequenos que no dia do casamento o local estará cheio de convidados sendo eles amigos e familiares.

No entanto, mesmo com horas de ensaio, deve-se estar preparado para improvisos, pois algumas crianças podem “travar”  na entrada.

Uma dica é que os pais cheguem com os pajens e as daminhas cerca de 45 minutos antes da celebração, para que eles acompanhem a chegada de todos os convidados.

Caso as coisas não saiam como o esperado, as mães devem entrar em ação. Elas podem, por exemplo, ficar próximo ao altar, chamando discretamente o filho. Ir ao encontro dela pode ser um conforto e uma forma de fazer o pajem ou a daminha percorrer o caminho desejado. Se a resistência persistir o jeito é a mãe acompanhar as crianças até o altar.

Foto: Reprodução/Pinterest

Mas, qual é a função das crianças?

Tradicionalmente o pajem e a daminha carregam as alianças, mas os noivos têm inovado nesta escolha.

As crianças, por exemplo, podem ficar responsáveis por levar plaquinhas com frases divertidas ou de anunciação, como “lá vem a noiva” e “ainda dá tempo para fugir”.

As meninas também podem jogar pétalas de flores no caminho ou entregar rosas aos convidados durante o percurso ao altar.

Mini buquês de flores, de doces ou mesmo de ursinhos de pelúcia são outras sugestões para os pequenos carregarem.

Foto: Reprodução/Pinterest
Foto: Reprodução/Pinterest

A escolha da roupa

O estilo do vestuário das crianças é o que deixa o momento ainda mais fofo. O vestido ou mesmo o terno do pajem normalmente são em tons claros e discretos, salve algumas exceções de estampas. Já detalhes em brilho ou renda devem ficar apenas para os casamentos noturnos.

Se a cerimônia tiver mais de uma daminha ou pajem o ideal é que as crianças vistam peças iguais, confortáveis para todos, pois logo depois da formalidade eles irão brincar e correr a festa toda.

Ainda falando em roupas os noivos são os responsáveis por custear todas as peças das daminhas e dos pajens, assim como o cabelo, buquê ou acessório que eles forem levar.

Foto: Reprodução/Pinterest

Daminhas e pajens adultos, por que não?

Bastante comum nos Estados Unidos e conquistando cada vez mais adeptos no Brasil é convidar uma amiga, irmão, primo ou até mesmo os avós para entrarem como daminha e pajem.

Neste caso, também não existe uma regra sobre a quantidade.

A boa notícia é que com a escolha os noivos terão mais uma companhia para organizar todos os preparativos para o grande dia.

Foto: Reprodução/Pinterest

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *